Lição #1 de 3:

Um simples julgamento que me fez descobrir o segredo para vencer todas as causas de usucapião

De: Dr. Elyselton Farias

Gurinhém, Paraíba

Eu era apenas um jovem estudante da pequena comarca de Gurinhém, uma cidadezinha no interior da Paraíba. Eu só não fazia ideia de que, ali naquela comarca, eu iria descobrir algo que facilitaria a vida de todos os advogados do país.

Eu simplesmente entendi o que todo advogado precisa saber para vencer qualquer causa de usucapião.

Eu sei que esse tipo de ação pode ser cansativa, trabalhosa, mas eu vou tentar explicar a solução da forma mais simplificada possível que eu encontrei.

Preste atenção porque é muito importante!

Naquela época eu era um simples estagiário do tribunal de justiça de Gurinhém. Se você não sabe onde fica Gurinhém, olhe no mapa e vai entender porque toda semana nós lidamos com casos de usucapião, direitos reais, direitos de vizinhança e coisas do tipo para julgar. Aquilo se tornou uma rotina.

Com tantos casos recorrentes e acompanhando de perto tantas histórias e desfechos, eu acabei ficando fascinado por essa parte do Direito (tanto que minha monografia foi sobre Direito Real de Laje e Superfície por Sobrerevelação). Toda semana eu estava envolvido em alguma questão de usucapião, direito de servidão, superfície, etc.

A oportunidade de trabalhar na Comarca e acompanhar os casos, me trouxe uma experiência incrível sobre a jurisprudência de usucapião, além de aprender a fazer as petições em juízo sem deixar brechas, conhecendo quais os documentos eram imprescindíveis para uma decisão favorável.

Se você é advogado e está lendo esse meu depoimento, deve saber que, em tese, o usucapião é simples. O grande problema é saber exatamente quais são os documentos corretos que vamos precisar e como lidar com pequenos percalços que podem surgir no caminho. Há casos, por exemplo, que fogem 99% do usucapião, necessitando de documentos derivados de propriedades, alugueis, vizinhos, compras, entre outros.

Enfim....é uma infinidade de informações que dificultam muito a vida do advogado.

Foram dois anos no tribunal de justiça da Comarca de Gurinhém testemunhando causas bem difíceis sendo ganhas e outras que pareciam fáceis sendo perdidas.

Até o dia que eu descobri o segredo para vencer causa de usucapião!

É só um detalhe, mas que faz toda diferença…

Havia algo em comum entre os advogados que ganhavam as causas e os que perdiam.

Os que obtinham sucesso sabiam se antecipar aos problemas, buscando entender como o Juiz iria julgar a ação.

É muito importante que você preste atenção nisso.

Você não pode pensar como advogado. Você precisa pensar como o julgador!!

Parece óbvio, né? Mas o fato é que a maioria dos advogados não pensam como se estivessem julgando e por isso falham em aspectos que eles consideram irrelevantes na decisão.

Mas sabe quando minha chave realmente virou?

Quando eu testemunhei na Comarca um processo de usucapião familiar envolvendo uma mãe e uma criança. Por algum motivo, aquela história me comoveu.

Atento a todos os detalhes, eu consegui detectar as lacunas que poderiam passavam despercebidas por qualquer advogado que tivesse focado em usucapião, sem levar em consideração outros ramos do direito. Naquele julgamento eu entendi exatamente o que precisava fazer para ganhar todas as causas de usucapião.

Desde que passei a utilizar os mesmos critérios, tenho obtido resultados extraordinários nas ações desse tipo.

Como eu não pude perceber isso antes? - pensei, sentindo um misto de alegria e indignação.

Mas o melhor de tudo isso é que agora eu posso compartilhar esses ensinamentos e ajudar outros advogados a obterem o mesmo sucesso que eu tenho conquistado nos últimos anos.

Eu sei que você está curioso para saber o que ocorreu no processo dessa mulher que me fez entender os passos para ganhar uma causa. Eu prometo que vou contar tudo para você.

Mas isso vai ficar para a segunda lição!

Deixe o seu comentário sobre a lição abaixo: